Apresentação

A Quarta Parede, criada a 21 de Outubro de 2002 na Covilhã, é uma estrutura profissional de criação e produção dentro do universo das artes performativas.

Organiza, desde 2003, o Festival Y – festival de artes performativas, que privilegia projectos transdisciplinares que provocam a rotura com as formas convencionais das várias disciplinas artísticas. O festival tem lugar nas cidades de Covilhã, Fundão, Guarda e Castelo Branco, contribuindo significativamente para a presença de uma plataforma de passagem da arte contemporânea para estas cidades da Beira Interior e também a extensão a Torres Novas. Entre os participantes nacionais e internacionais do Festival Y salientamos: Cuqui e María Jerez, Pierre Bastien, Olga Mesa, Sonia Gómez, Olga Roriz, Francisco Camacho, Filipa Francisco, Sergi Fäustino, O Último Momento/João Paulo Santos, Karnart, Vera Mantero e também a nova geração de criadores portugueses como Cláudia Dias, Sónia Baptista, Tiago Guedes, Tânia Carvalho e Patrícia Portela. Inseridas no Festival Y destacamos ainda as exposições Candeeiros de Emoções (CCB/Jangada de Pedra) e Joan Brossa. Cartells 1975-1999 (Fundação Joan Brossa, Barcelona).

Em 2005 a Quarta Parede estreia na Covilhã a sua primeira criação Stracciatella, seguindo-se Lar doce lar (2006), Os fios que a lã tece (2007), A Disputa (2008, co-produção com o Teatro das Beiras), Jardim dos Misarelas (2008, vídeo-instalação em co-produção com A Moagem, Fundão) e Corpo Memória Desperdício (2009, instalação interactiva em co-produção com o Mestrado de Design Multimédia da UBI, Covilhã). Com estes espectáculos participou no Festival Escrita na Paisagem e na BIME-Bienal Internacional de Marionetas em Évora, no Festival de Teatro da Covilhã, Festival Cale no Fundão e Super Stereo Demonstration em Linhares da Beira. Em simultâneo tem vindo a apostar na formação de público através de workshops e ateliers. Distinguimos ainda os ateliers de sensibilização ao teatro de objectos para crianças e jovens e também ateliers no âmbito do storytelling para público sénior. Realçamos ainda os workshops de fotografia de espectáculo dirigidos por Susana Paiva (2007, 2008, 2009) e de arte contemporânea por Magda Henriques (2004, 2005, 2009, 2010).

A programação de vários criadores residentes na região da Beira Interior tem sido uma aposta recorrente, entre os quais salientamos: Factor Activo e Kubik na música, Luís Afonso nas artes plásticas e Maria Belo Costa na dança.

A Quarta Parede foi membro fundador da rede IRIS-Associação Sul Europeia para a Criação Contemporânea e é uma das estruturas que apoiou o projecto Jovens Artistas Jovens, produzindo os espectáculos de Márcia Lança bem como de Solange Freitas e Catarina Vieira.

Desde 2002, ano da sua criação, que a Quarta Parede é uma estrutura apoiada pelo Ministério da Cultura / Direcção-Geral das Artes. Na região tem como parceiros o Teatro Municipal da Guarda e o Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior e o apoio do Teatro das Beiras na Covilhã.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: